Setembro262014
Setembro242014
“Ah, mas tudo bem. Em seguida todo mundo se acostuma. As pessoas esquecem umas das outras com tanta facilidade. Como é mesmo que minha mãe dizia? Quem não é visto não é lembrado. Longe dos olhos, longe do coração. Pois é.” Caio Fernando Abreu. (via r-econfigurado)

(Fonte: quotteando, via r-econfigurado)

Setembro232014
“Roubei um beijo faz oito dias
de lá pra cá ela foi me roubando

abraços
a calma
o tempo

só sobrou os meus sapatos,
que não duram essa noite

o que mais ela pode levar
de alguém que só queria um beijo?” (via r-econfigurado)

(Fonte: bfontes, via r-econfigurado)

11PM
“Você não vai me ver mentir. Desista. Mentiria sobre a cor do meu cabelo. Sobre minha altura. Até sobre meus planos para o futuro. Mas não vou mentir sobre o que eu sinto. Nem sob tortura. Posso mentir sobre minha noite anterior. Sobre minha viagem inesquecível. Mas não aguentaria mentir sobre você por um segundo. Não na sua cara. Não me faça mentir e dizer que não te quero. Que eu não estou na sua. Não me obrigue a jogar. Não me obrigue a dizer “não” quando eu quiser dizer “sim”. Não me faça tirar você da minha vida porque meu coração ainda acelera quando você me liga.” Caio Fernando Abreu.      (via r-econfigurado)

(Fonte: antipoetico, via r-econfigurado)

11PM
overdosedeamor:

— A Mentira

overdosedeamor:

— A Mentira

(via jessiprin)

11PM
“You cannot be everything to everyone, but you can be you; so be you, and that will be enough.” T.B. LaBerge // Go Now (via tblaberge)

(via rresiliens)

11PM
“Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos. Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo. Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.” Martha Medeiros.  (via acrescentada)

(via helloray)

11PM
overdosedeamor:

— Nosso Amor de Ontem

overdosedeamor:

— Nosso Amor de Ontem

(via jessiprin)

11PM

(Fonte: jessiprin)

11PM
“Speak softly to me,
whisper across the distance
that you’re coming home.” (via overdosedeamor)

(Fonte: tylerknott.com, via jessiprin)

← Entradas antigas Página 1 de 365